Total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Por Joana d'Arc Neves de Paula



... TENHO RECEIO DE TER MEDO... TENHO MEDO DE TER PÂNICO... TENHO PÂNICO DE TER VIVIDO... OS RECEIOS QUE ME LEVARAM A TER MEDO. NUNCA GOSTEI DE USAR A PALAVRA MEDO... PARA MIM ELA ENGLOBA SITUAÇÕES HOSTIS... AMEAÇADORAS... SEMPRE PREFERI USAR A PALAVRA RECEIO... PARA MIM ELA ATUA EM UMA EXPECTATIVA MENOR... MENOS DENSA... MAS COM A SINCRONIA DO PÂNICO DENTRO DA LITURGIA DEPRESSIVA... SILENCIOSA A QUE NOS ENTREGAMOS... DESCER AO FUNDO DO POÇO... PARA EU SUBIR AO CUME DA MENTE... PARA ROER O OSSO QUE NOS CONSOME... É UMA ESTRADA COBERTA DE RECEIOS ONDE OS MEDOS FICAM ATOLADOS E SE ATRELAM NUM BAILADO... ONDE ACONTECE O BAILE COM UMA FANFARRA QUE NORTEIA OS VENTOS E NOS DES... CARREGA SEM NOS AVISAR... OS NOSSOS ANSEIOS!! MEDO... PÂNICO... RECEIO... RECEIO... MEDO... PÂNICO... PÂNICO... RECEIO... MEDO!!! Joana d’Arc Neves de Paula 15/07/2015

2 comentários:

  1. Lindo texto temeroso Joana poeta, expor nossos medos nem sempre é fácil, você o fez de forma brilhante e ainda com uma grande dose de poética.Também tenho medo da palavra medo, também prefiro usar receio Seu texto ficou estupendo!Parabéns!!!Bjos

    ResponderExcluir