Total de visualizações de página

terça-feira, 31 de julho de 2018

LEITURA LINGUABIAL * By Arnaldo Leodegário Pereira.

Imagem relacionada

LEITURA LINGUABIAL... (Trindade da Língua) {Língua LÍNGUA – suas faces, “fases”, nuances, performances, Substantivos, Adjetivos... Sugestivo; - Subjetivo} Língua que destrói relacionamentos, Língua que destrói casamentos. Língua inquieta, Língua indiscreta... Língua má, Língua boa? Língua ácida, Língua que fala mal, Língua suja, Língua de coruja. Língua quente, Língua que incomoda a gente... Língua demente, Língua que mente? Que fala da língua da gente! Língua com saburra... Língua sábia, ou Língua burra? Língua feia, Língua idiota, Língua que constrói? Língua dormente, Língua imprudente! Língua rebelde, Língua inconsequente. Língua solta, Língua flácida... Língua ligeira, Língua safada. Língua infiel, Língua Para-normal... Língua seca, Língua doente. Língua cansada, Língua molhada. Língua parada, Língua influente? Língua salgada, Língua que salga o sal da saliva da Língua da gente. Língua Imprudente, intolerante, Língua impaciente. Língua morta, que morreu de Língua quente. Língua que traz prazer, ao prazer da Língua da gente? Língua cascuda, Língua macia, Língua mansa, Língua vadia... Língua que fala da Língua que dá prazer à gente. Língua grande, Língua que sente, o gosto demente, que tem a Língua que beija a Língua da gente. Língua sem fé, Língua torta... Língua de sapo, Língua à toa... Língua presa, Língua de anjo, Ou língua de serpente? Língua bondosa... Língua de porco, Ou do porco do seu parente! Língua, prazer do mundo, Língua perdição de muita gente. Língua que ora, Língua que xinga, Língua que maldiz, Língua que louva. Língua “Santa” é Língua do mundo? Língua chicote do corpo, Língua prisão da mente... Língua que fala, Língua que cala... E, se cala consente. Língua britânica, Língua satânica, Língua de sacanagem, e de putaria... Língua atrevida... Língua de covardia, Que condena o mundo, à perdição inclemente. Língua Sã, corpo São;... Língua e Corpo São; - são as delícias da vida inocente. Língua crua, Língua cozida, Língua que mata a fome que se sente. Língua frígida, Língua fria... Língua que chora o pranto indecente. Língua débil, Língua impura, É a perdição da vida e do corpo que tem uma Língua demente!

 Texto protegido pela lei 9.610/1998, e registrado no E D A, em 22/06/2018, RJ. Campo Grande 31/07/2018. Arnaldo Leodegário Pereira.

Imagens Google.

Imagem relacionada

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Ainda usamos de jargões vazios para se auto defender.*By Hélio Ramos de Oliveira

A imagem pode conter: pessoas praticando esportes

Ainda usamos de jargões vazios para se auto defender.

Culpar o "FUTEBOL", nada tem a ver com os problemas SOCIAIS do país BRASIL, pois a COPA é um campeonato entre países, organizado por uma EMPRESA PRIVADA - "FIFA", os jogadores são como tantos meninos BRASILEIROS, que sempre sonharam e acreditaram estar convocados para disputar uma "COPA do MUNDO de FUTEBOL", assim como os meninos que também estão lá, mas são refugiados de seu pais.

Quanto a FALÁCIA de que o BRASIL precisa de "SAÚDE, SEGURANÇA e EDUCAÇÃO", é apenas um


"JARGÃO" - Substantivo Masculino - linguagem viciada, disparatada, que revela conhecimento Imperfeito de uma língua, por extensão qualquer linguagem (em especial, língua estrangeira) incompreensível

A sociedade sempre está a "BALBUCIAR" verbo transitivo direto e intransitivo, Pronunciar Imperfeitamente e com Hesitação; gaguejar, sentido figuradamente que é falar sobre (algum assunto) Confusamente, sem o Suficiente conhecimento, "balbucia as primeiras noções de grego" de forma inconsequente e mentirosa."

Os problemas Políticos de nosso país, que nada tem haver com a "COPA", muito menos com os JOGADORES, que são ídolos por terem sido convocados pelas suas competências e habilidades em JOGAR FUTEBOL em um BRASIL que é PENTA ou seja, "5" VEZES CAMPEÃO do MUNDO", e que nenhum outro PAÍS que disputou vaga não conseguiram e dentre todos a SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL organizada por uma EMPRESA PRIVADA "CBF - CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA de FUTEBOL", conseguiram o que é um orgulho perante o MUNDO do ESPORTE.

Os PROBLEMAS do Brasil, está na CULTURA CORRUPTA, na CULTURA de ESVAZIAR os bancos ESCOLARES e sem critérios querer DEFENDER a EDUCAÇÃO sucateada por pais que não se preocupam com o que seus filhos estão aprendendo, pois querem apenas UM LUGAR PARA DEIXAR SEU FILHO, o que NÃO é FUNÇÃO SOCIAL da ESCOLA, sendo a ESCOLA, a mesma que forma o PROFISSIONAL DE SAÚDE, a CULTURA DO COITADO, que acredita que pode ROUBAR, INVADIR e DESRESPEITAR as LEIS que REGEM O BRASIL, Já que muitos dos ídolos, da sociedade CORRUPTA produzem seus ILÍCITOS e são defendidos por grupos que não se importam com as leis.

Então meu caro, culpar isso ou aquilo, sem que tenha ESTUDADO o ASSUNTO, não resolvera nada, pois se não resolvermos os conceitos éticos, moral e de valores que acreditamos ser "pertencente aos pais", mas é visto que não faz parte da pratica do dia dia.

Hélio Ramos de Oliveira

A imagem pode conter: 2 pessoas, close-up


Nenhum texto alternativo automático disponível.

domingo, 27 de maio de 2018

Observatório* By Regina Madeira




OBSERVATÓRIO

O banco embaixo da árvore era o observatório ideal. A cidade descortinava-se aos seus pés. De onde estava ninguém o via. E assim passava os seus dias. Tudo via, a todos via e de tudo sabia. Mas ninguém o via, nem perguntava o que observava. O silêncio era total. Até os pássaros também pareciam observadores mudos.
Os galhos das árvores proporcionavam sombra e brisa fresca suficiente para que a vida fosse boa.
Seu olhar tristonho tocaria o coração de muitos, mas ele preferia o seu isolamento.
Cansara-se da convivência difícil com determinadas pessoas. E como não podia separá-las do seu mundo, preferiu o afastamento.
Todos os dias, caminhava em direção ao ponto mais do alto e sentava-se naquele banco e lá passava boas horas.
O seu tempo de aposentadoria chegou e ele não pensou que fosse tão doloroso deixar os seus afazeres. Mas agora era preciso adaptar-se ao novo estilo de vida e se organizar antes de começar nova trajetória.
Sua mente inquieta não o permitia ficar sem fazer nada.
Após uns dias de observação, começou a notar as particularidades do ser humano, suas manias e gostos. Esses detalhes passaram a chamar-lhe atenção mais que tudo.
Resolveu, então, pegar um caderno e uma caneta e passou a registrar tudo o que via e interessava.
Os seus dias ganharam novo rumo, pois alternava a observação e anotação com o compilar dos dados no computador, ao mesmo tempo que também registrava o tempo, o clima, as paisagens e tudo mais.
Nasceu, assim, um grande escritor.


Regina Madeira 
"imagem do Google" 
28/01/2013

terça-feira, 15 de maio de 2018

Idade...By Juliah Vihana


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, oceano, céu, atividades ao ar livre e natureza

Li em algum lugar uma frase que me tocou muito: 
"Eu não tenho idade, tenho vida!"
Cada ano vivido, aprendo a lidar melhor com a vida e a vivê-la 
com mais intensidade, mais paixão...e fazer brilhar meu lado luz...
Aprendi a estender a mão quando me pedem ajuda, a calar quando 
devo calar e a me afastar quando as energias simplesmente 
não combinam mais...
Que tolerância é a chave mestra dessa existência...e que ter um 
coração agradecido diferencia os felizes e os infelizes.
Aprendi a ser a minha melhor amiga e a ficar do meu lado sempre.
A dizer e ouvir um "não" com sabedoria...
A evitar comparações pois isso sempre vai me colocar pra baixa estima...
Que não devo esperar muito dos outros...bem pelo contrário, devo esperar 
pouco, bem pouquinho para ter agradáveis surpresas ao invés de decepções!
Aprendi a manter a calma, a me dar colo e a pedir ajuda quando esse colo
não for o suficiente...
Aprendi a ouvir e a confiar na minha intuição, ela é a voz de Deus em mim!
Só envelhecemos de fato, quando nos fechamos para a vida e para o novo. 
Quando ficamos radicais, impacientes e inflexíveis...
Por isso que eu não tenho idade, tenho vida!
Cada ano que passa aprendo a lidar melhor com ela...
E quando mais aprendo mais ela me preenche...


Queridos amigos e amigas, estou um pouco ausente do 
Facebook mas todos vocês estão no meu coração!

BY:JULIA VIANA

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

4 Homens e (½ ) meio... (conto cotidiano) By Arnaldo Leodegário Pereira


Resultado de imagem para teatro


4 Homens e (½) meio... (conto cotidiano)
 Na década de 70, eu morava em São Paulo, capital e aos 19 anos resolvi ser ator, e dar forma a um sonho antigo; entrei para uma escola de teatro. Sonho que eu guardava comigo desde menino na cidade de Rondon, lá no Paraná onde morei há muitos anos. Nessa escola participei de peças teatrais, fiz figuração em cinema e em teatro. Assim continuei minha trajetória de moço sonhador. Não faltaram episódios pitorescos e casos engraçados. Tínhamos aulas teóricas e práticas todos os dias de aula. Em uma dessas aulas, o professor convocou cinco rapazes para irem até o palco para recitarem um texto. Alguns dias antes ele (o professor) havia distribuído pequenos papéis onde estava um texto com parte de uma reportagem, era uma notícia sobre um acidente rodoviário. (Na Via Anhanguera). Levamos os papeizinhos para casa a fim de decorar aquele texto, e depois o apresentar em sala. Comparecemos: - eu e mais 04 rapazes... O professor era do tipo brincalhão, muito extrovertido, humorista... Olhou!... apontou com o dedo,... contou... - 1, 2, 3, 4,... 4 e ½,... -, ele pigarreou,... se contorceu,... passou a mão no queixo, coçou a barba,... ficou um pouco indeciso, e disse... - Sobe mais um! Detalhe! - Naquela época, eu tinha 1,57 cm de altura, era bem franzino, pesava uns 52 kgs, mais ao menos... - (Nesse caso, o referido meio homem seria eu)... veio mais um rapaz, - de maneira que ficamos em 06 rapazes no palco. Assim sendo, ele chamou um rapaz e perguntou: - Você decorou aquele texto que lhe entreguei na semana passada? – Não senhor professor!!! Esqueci!.. - Huuumm!!! Perguntou ao outro: -- Você decorou o texto que lhe dei para decorar?... – Não senhor professor!!! Esqueci!... Dirigiu-se a outro e lhe indagou: e você, lembra do texto que pedi para você decorar? - Sabe professor: é que o texto ficou no bolso da minha calça, e minha mãe a lavou, e o texto foi perdido!.. Huuummm!!! – E você meu caro amigo? - Você decorou o texto que eu havia lhe entregue na semana passada, para ser declamado aqui? - Não professor!... esqueci-o na carteira e acabei perdendo!... Assim... a mesma resposta deram os cinco rapazes; - Até que em fim chegou minha vez!... O professor olhou para mim com um olhar incrédulo, desconcertado, e para disfarçar, me disse:.. - Deixei você para ser o último!,.. quero ver se não me decepciona! - Você decorou o texto? - Sim professor! - Então comece! - “Na madrugada de sábado para domingo último, ocorreu uma colisão na rodovia Anhanguera, no km 165, envolvendo um ônibus que vinha de Brasília e um caminhão tanque, (com placas de São Paulo). A polícia rodoviária esteve no local, para atender à ocorrência, houve 08 mortos e 19 feridos, sendo que 06 em estado grave, e 13 com ferimentos leves e médios”. Ninguém dos que foram convocados para recitar o texto foi capaz de fazê-lo. Ele me solicitou para que eu o fizesse, quando para sua surpresa eu o fiz sem gaguejar. Então... o professor surpreso e meio sem graça, coçou a cabeça, passou a mão no queixo e exclamou:.. - Fiquei sem jeito agora!... Este texto está registrado no Escritório de Direitos Autorais sob o nº 576-645, Livro 1-101, Fl 218 – em 03/10/2012 RJ. – Arnaldo Leodegário Pereira.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Viva 2018



Viva 2018
Segundo os cientistas astrológicos chineses
Vem aí o Ano do Cão!
Calma, esse cão não é “aquele cão”que você pensou...
 O cão é regido pelo elemento Terra, e segundo “eles”,
os chim, sim é um cão do Bem refletido pelo lunar.
E o que isso significa? Bem, acabamos de sair do ano do Galo pertencente ao elemento “fogo ,“caracterizado pela impulsividade, criatividade e muita agitação, tais quais labaredas que desenham mil formatos colorindo, ardendo e pintando o ar de uma alquimia unificada. Dentro desse triângulo febril, combustível, comburente e calor obviamente quente, muito quente...
Sopra um ano novo forjado num “cão diferente”.
Ano passado foi bem complicado, tivemos tumultuada política e tumultuados sentimentos, fervilhados e passageiros que nos tomaram posse.
 Durante todo o ano foi um burburinho danado, gritado, calado, sólido ou derramado por pura expressão.
Também houve o excesso de exibicionismos, como não poderia deixar de ser, pois a ostentação esteve e está presente no porte elegante do “galo de fogo ”chinês
do Sol vermelho e camponês de qualquer lugarejo.
Mas, voltando a nova era, agora já era e acontece o ensejo a mudança pertinente, de repente o jogo virou... “Viva 2018” em crônica versejo...
O ano do cão das ciências na astrologia da China e suas crenças...
Seu horoscopar do Zodíaco, dos signos da superstição...
 No filosofar fidedigno só em fevereiro brota da terra esse “cão”.
Na previsão oriental que faz da lua percepção.
Viva 2018 com poesia recorrente na sanguínea, minha e tua, com determinação para gerir nossos sonhos a fim de concretizá-los, com a leveza do espírito e o brilho do halo dourado.
Ainda segundo o horóscopo chim, baseado no calendário Solar e Lunar, será a hora e a vez dos amores ocultos, sim se encontrar por em si revelar, nos trechos clichês, no bem estar bem demais, sem mais nem porquês, haverá exagero em demonstrar com paixão sentimentos, estaremos ardentes e mais romanceados.
Teremos um ano com mais solidariedade, tomara isso não seja utopia e nos vista essa previsão de provisão em verdade andarilha.
Será um momento ímpar para quem deseja sair de sua ilha, mudar de emprego, de residência ou estilo de vida, devido aos extintos de migrabilidade, estaremos tomando atitudes á nós mais favoráveis no campo condizente ao individual pela própria vontade, no cerne do ser nas atitudes do acontecer, preenchendo-nos florescidos.
Será também um ano bom para tomarmos decisões importantes, mudar de casa, de emprego, de vida...
Ainda segundo o astrológico mundo chinês, nesse ano sob a regência do “cão”, estaremos propensos e titânicos em meio ao Titanic, devemos reagir e não deixar o barco afundar no desânimo e naufragarmos. Nós seremos gigantescos, com desenvoltura deveremos abrir as comportas do amor, para estabelecer a paz que tende estar meio perturbada nos relacionamentos amorosos e no campo profissional e isso para os que creem já nos preocupa um pouco mais, não é verdade?...Então vos digo...
Jamais!...Jamais deixe se levar pela cólera perdendo o equilíbrio, não é fácil eu sei, mas podemos tentar certo?
Afinal, lembre-se sempre esse é o ano do “cão de Terra”. Foque então na comunicação verbal com muita educação, ponderação, bom senso etc e tal...
No quesito sucesso é indispensável que haja sempre com gentileza e finura nos gestos, que faça da palavra clave de Sol sonante...
Com lisura no modo de agir e ternura concomitante. Tudo tem a ver com ética e o caráter moral que estarão em alta em 2018, caso não seja assim o bicho vai pegar, ou melhor, o “cão”que poderá estar raivoso e louco...
Segundo consta as pessoas estarão sem vontade de viver uma vida social ativa, acho que reflexo desse ano, pois noto isso em muitos que já estão se retirando inclusive das redes sociais...
Mas ainda há uma previsão muito boa, que além da ética já mencionada, também estará na “moda” fidelidade e a lealdade...
Ora veja que coisa boa!
Caso queira pensar mais um pouco sobre o “ano do Galo” ído e o ano do “cão” surgido de repente, sugiro, dar uma olhadinha sobre os elementos em questão, “fogo e terra” com seus respectivos elementais, a Salamandra de fogo por ora abandona o jogo, dando lugar aos Gnomos da Terra ou Cão de Terra se preferir...
Seja como for não se esqueça, viva e deixe viver...
Nesse novo ano a força vem da terra.
Plante uma flor com amor.

Viva 2018!
Paz e Luz!


SôniaMGonÇalves

sábado, 2 de dezembro de 2017





RUN Eni RUUUUNNNNNNNN

Sexta feira, 4 da tarde, fim de expediente, e ela olha pro visor do telefone na sua mesa. Exatamente 100 ligações atendidas, em 8 horas ela falou com 100 pessoas , fora as internas, isso já passava de insano.Sua mente entrando em shut down , seu corpo perfeito modelo pro Walking Dead.

Quando saiu tinha um vento frio,respirou fundo, aquela sensação gelada por dentro funcionou mais que qualquer energético, conseguiu rir das folhas no chão fazendo círculos, parecia que tinham libertado os 101 Dálmatas e eles brincavam. Se deu conta que não precisava mais correr pra casa, aquele desespero de estar sempre correndo tinha consumido a si mesmo.

Tem lugares no mundo que Dezembro fica especial, se sente em cada calçada, praça,vitrine, bar,pessoas, e ela estava exatamente num desses lugares. Pra que ter pressa??Caminhou em sentido oposto ao de casa, entrava nas lojas pra ouvir a trilha sonora, realmente gostava dos "classicos",tentava imaginar como seria o designer que projetava aquela decoração, no que pensava alem de marketing, teria algum sonho dele ali? Alguma saudade? Esperança?

Não contem pra ninguém, mas qualquer lugar comercial que ela entre e esteja vazio, começa a ficar cheio minutos depois, como se ela tivesse um ima pra atrair clientes(isso já foi testado centenas de vezes),ai ela saia, gente falando alto,tumulto hoje seria demais.

Parou em frente a um bar,estilo rustico,com uma enorme janela pra rua, uma parede de tijolinho vermelho e entre eles desenhando um labirinto o pisca pisca de natal, sem piscar,( se piscasse o tempo todo ela corria o risco de ter um ataque epilético) apenas iluminado os caminhos, sera que tinha saída naquele labirinto?

Quando entrou estava vazio, ainda era cedo. Sentou na mesa ao lado da janela,uma moça sorridente se aproximou, se apresentou( eles sempre fazem isso por estas bandas, dizem o nome sorrindo e o que fazem,fica menos impessoal),deixou o menu e saiu. Ela desligou o celular, se o mundo fosse acabar ela estaria completamente inocente nisso rsrs.

Não cafe, seria o milésimo,não vinho, talvez não conseguisse parar, pediu um Moscou mule, tinha provado uma vez, e era delicioso, a maneira como era servido numa caneca de cobre tinha tudo a ver com o lugar e o momento.

Ha o silencio, o drink, a musica, blues ,a janela que deixava ver o vento....paraíso existia..... por exatos ou quase 10 minutos.

Tem coisas que so acontecem em certos lugares e ela estava num desses lugares onde absolutamente tudo pode acontecer da maneira mais natural possível....e acontece.

Distraída olhando a rua e o vento e o que ele fazia com as pessoas "desesperadas" que cruzavam com ele levou um tempo pra perceber alguém parado em frente a ela.

Com a ponta dos dedos esse alguém deslizou uma moeda pela mesa, e sem cerimonia perguntou com um sorriso: Um filme, uma cena e porque o primeiro que voce pensar......por favor!

Esse "por favor" foi o necessário pra desfazer o olhar assassino que apareceu no rosto dela.

Quanto tempo leva o celebro pra formar um pensamento, uma imagem, muitas imagens ao mesmo tempo e o sentimento que elas criam/criaram???

Forrest Gump. O momento que ele recebe um tênis da Jenny pelo correio.

Coloca nos pes e sai correndo...ate o final da rua...avenida....cidade....estado....um depois do outro......sem se importar com o mundo em volta, com o que deduziram, imaginaram o porque dele correr e então ele para, e volta...... caminhando, sem pressa.....em paz com ele.

Porque me fez acreditar que é possível encontrar sua própria paz.

Em nenhum momento olhou nos olhos do outro lado, so respondia olhando o labirinto desenhado na parede do lado oposto..... sera que tinha saída???

Quanto tempo levou isso???

Desviou o olhar pra um grupo de mulheres que estava entrando, umas 8 , rindo, falando alto, tipico de um bando de mulheres juntas numa sexta feira rsrs, happy hour começava , ima ativado.

Ouviu um toc-toc-toc na janela, do lado de fora um sorriso a recebeu, e com sinais apontava pra mesa.

Debaixo da moeda um cartão , momento exato que ela definitivamente levanta uma das sobrancelhas.....deduzir o que ela esta pensando nesse momento e deveras arriscado.

Do lado de fora outro sorriso, nossa, fazia seculos que não via um sorriso assim....natural, verdadeiro......simples.

Um bye bye que foi respondido com um movimento de cabeça e o vazio enchendo rapidamente...... do bar, a principio .

Hora de fechar a conta...seja ela qual for.

Pegou o cartão sem olhar e colocou no bolso do casado, ficou olhando a moeda, não era dali....era de outro lugar e antiga. Como adivinhou que ela tinha um caixinha com moedas de vários países.

Ao sair entrou no mundo de novo, o vento agora fazia das folhas pirilampos coloridos no ar, já estava escurecendo e um mais profundo respirar gelado estranhamente aquecia o sangue nas veias.

Existe lugares que tudo pode acontecer...e ela estava num deles e so então percebeu que tinha recebido seu "par de tênis" e já não mais corria, voltava caminhando.

Run Eni Ruuuunnnnnnnn
02 Dez 18