Total de visualizações de página

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Tráfico internacional de seres humanos - By Arnaldo Leodegário Pereira




Tráfico internacional de seres humanos (crônica)

 Um dos males que assolam a humanidade atualmente é o tráfico de pessoas. Um crime praticado contra mulheres, crianças, adolescentes e às vezes com homens adultos. Segundo dados da Organização das Nações Unidas, (ONU), esse crime tornou-se uma das atividades mais lucrativas atualmente em todo planeta. Vitimando mais de 2,5 milhões de pessoas, e gerando movimento de Bilhões de dólares ano. E que mais preocupa a ONU. Ainda segundo essa mesma fonte está relacionado ao tráfico internacional de seres humanos, o tráfico de drogas, mão de obra escrava, e aliciamento de mulheres. Diversos fatores contribuem para isso. São promessas de ganhos rápido e fácil, geralmente a pessoas de baixa renda, ou que encontram-se em dificuldades financeiras. Temos também casos de trabalhadores explorados em fazendas, em plena selva amazônica, aqui no Brasil. Aqui no Brasil o que mais preocupa as autoridades é que somos um pais de dimensões continentais, com muita fronteira seca, amplas facilidades de se alcançar o outro lado, onde a impunidade impera, favorecendo quem pratica tal ato, com várias finalidades, que variam desde exploração de mão de obra escrava, passando por abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes até tráfico de mulheres para ”trabalhar” em boates, clubes, e ou casas de prostituição, com a promessa de trabalhar como modelo ou, em eventos como recepcionistas, ganhando muito dinheiro e sendo bem sucedidas. Em outros casos, crianças também são vendidas para o exterior com a finalidade de comercialização de órgãos vitais como fígado, rins, e coração. Temos ainda, nas grandes Metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro, trabalhadores urbanos em fabriquetas de confecções, geralmente são bolivianos, ou outros que encontrando-se em condições vulneráveis deixam seus países de origem em busca de um amanhã melhor, mas... que ao chegar lá são escravizados. Segundo uma matéria da revista Omílite para a Campanha da Fraternidade 2014, há um esforço conjunto entre a Igreja católica e as igrejas evangélicas no sentido de esclarecer e conscientizar pessoas e alertá-las, do risco que correm. Geralmente são membros dessas igrejas ou outras pessoas voluntárias que querem prestar esse serviço à comunidade, e estão treinadas e preparadas para essa finalidade. Toda pessoa pode ajudar, acionando a polícia, denunciando os criminosos aos poderes públicos, ou procurando uma delegacia, uma Igreja local, ou um líder religioso, as autoridades. Evangélicas ou católicas. O que não podemos ser é coniventes ou omissos. Partilhando assim do crime e colaborando com os criminosos. Não se cale! Denuncie! Vamos!!! Participe! Essa luta também é sua! Seu filho/filha/sobrinho/neto(a)/você pode estar correndo perigo! Ser cristão é isso!!! Consciente! Ser cristão é defender o próximo! Não precisa dar a sua vida! Dê um minuto de seu tempo! Dê uma palavra amiga! Um gesto! Uma atitude de coragem! Basta tocar uma tecla do seu celular/telefone, ou outro meio de comunicação. Esta é uma cruzada das igrejas e toda a sociedade, unidas em um só objetivo! Devolva a dignidade de viver a alguém! Cada cidadão é chamado a participar. O tráfico humano é o grande câncer do século a assolar a humanidade. É preciso ações mais efetivas por parte da justiça e dos órgãos públicos de repressão ao crime organizado. Mais agilidade da justiça e melhor aparelhamento das polícias em conjunto.

(fonte revista Omílite, C F 2014)

Este texto está registrado no Escritório de Direitos Autorais sob o nº 618-350 Livro 1-186 Folha 234 Em 05/04/2014 RJ.

Arnaldo Leodegário Pereira

Um comentário:

  1. Muito bom!!!Obrigado querida Sonia Son! Boa noite e feliz semana! bjs!

    ResponderExcluir